Vitima da insegurança alheia.



Quem nunca foi odiada sem saber? (Sem saber em partes)
É muito comum isso acontecer nos dias de hoje.
Vou dá um exemplo disso.
PS: Os nomes abaixo são apenas nomes que me veio à cabeça, são personagens fictícios, mas que garanto que existem em nosso dia-a-dia pessoas assim.
Era uma vez.... Diana, Jorge e Lucia

·         Diana era uma mulher encantadora, bem-humorada e segura de si.  
·         Jorge um rapaz bonito, conquistador.
·         Lucia uma mulher bonita, porém,  ciumenta e insegura.

Jorge era amigo das duas, mas ambas apenas se conheciam por tabela.

Lucia era louca por Jorge, sonhava em conquista-lo e telo como namorado, mas no entanto não passava de uma amizade colorida. Amizade essa que ela já se sentia no direito de ter ciúmes.

Jorge adorava as duas e como seu perfil era de um galanteador, não era difícil pra ele conquistar as mulheres. Só que Diana era mais esperta e não caia na lábia de Jorge, muito embora se sentisse atraída por ele, mas ela era segura e preferia manter uma amizade, muito embora ele a admirasse tanto, tanto, tanto que resolveu investir na tentativa de conquista-la, justamente por ela ser diferente e ter esse lado seguro.

PS: Não vou continuar com a história, foi apenas uma base para que possam entender o comentário a seguir.

Ficou claro que entre os três personagens tinha a segura, o galanteador e a ciumenta (insegura).

Assim é a vida, em algum momento você vai viver algo parecido.
Em algum momento da sua vida vai aparecer aquela pessoa interessante, mas que você sabe que não passara de amizade, pois conhece muito bem o tipo que ele é.
E pra piorar mais as coisas, sempre existira uma ciumenta possessiva que irá te odiar pelo simples fato de saber que o “cafajeste” tem uma queda por você.

Como alguém odeia outra pessoa sem conhece-la?

Infelizmente no mundo existem muitas Julia’s da vida. Ciumenta, possessiva e doente!
É, doente! Por que isso pra mim é doença, onde já se viu sentir ciúmes de um “amigo”? Querer tê-lo pra si? Como se fosse um objeto, possessão.

Se você é uma Julia da vida... se você odeia aquela tal pessoa só pelo simples fato de que seu paquera observa mais ela do que a você, eu peco que analise a situação e acorde pra vida, pois você está querendo algo que nunca será seu.
Você está querendo algo que não é recíproco, e que se você insistir em arriscar é o mesmo que dá murro em ponta de faca, no futuro ele pode te abandonar por alguém SEGURA.
Homem gosta de mulher SEGURA, e se você é dessas ciumentas possessivas não durara muito tempo.
Essa doença tem cura? Sim.
Sabe qual o remédio para essa doença? Se chama amor-próprio.




Continuação... em breve!